Banner
Voltar para Ideas

#Educação

Escola pública em São Paulo custa o dobro da particular

Escola pública em São Paulo custa o dobro da particular

Veja como o Estado desperdiça o nosso dinheiro com educação de péssima qualidade. Se você passar o mouse por cima deste mapa das escolas, feito pela Folha de S. Paulo, irá encontrar escolas particulares com mensalidades que custam menos de R$ 500 para o Ensino Fundamental I. A maior parte delas, porém, custa entre R$ 500 e R$ 1000 por mês.

E o governo? Quanto gasta por aluno matriculado nas escolas de nível Fundamental I? O site que traz informações do FUNDEB disponibiliza informações por estado. Consultando o município de São Paulo (SP), no documento MATRÍCULAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA CONSIDERADAS NO FUNDEB EM 2017, o instituto Educação Sem Estado encontrou os seguintes dados para o Ensino Fundamental I:

Estimativa de receita: 3.664.266.719,66
Matrículas: 229.715

Se dividirmos a receita pelo número de matrículas, teremos R$15.951 por ano por aluno.

Se dividirmos esse valor por 12 mensalidades, teremos R$1.329 por aluno por mês. Ainda que a gente considere valor de matrícula ou 13ª mensalidade, aplicada por algumas escolas, teremos R$1.227 por aluno por mês.

Conclusão: o que o Estado gasta por UM aluno na escola pública em São Paulo poderia financiar DOIS em uma escola privada de mensalidade de R$ 600. E a escola particular de R$ 600 provavelmente é de muito melhor qualidade que a pública de R$ 1.227. Prova disso é a própria existência dessas escolas. Elas só sobrevivem no mercado porque muitos pais preferem pagar R$ 600 para manter seus filhos nelas do que deixá-los estudando "de graça" numa escola pública.

E se os mais pobres também pudessem escolher?