Banner
Voltar para Ideas

#Tabela do IR

Como o governo aumenta impostos silenciosamente

Como o governo aumenta impostos silenciosamente

Você é a favor do reajuste na tabela do Imposto de Renda?

É bem possível que tenha respondido que não, entendendo que reajuste significa aumento de impostos. Mas saiba que é justamente o contrário: quando a tabela deixa de ser reajustada, mais pessoas passam a pagar o imposto, e quem já paga passa a pagar uma alíquota maior. Mas o governo constantemente se aproveita dessa confusão para aumentar impostos sem que a maior parte da população perceba.

A tabela do IR determina quais faixas de renda vão pagar mais ou menos imposto, e qual será isenta, só que há muito tempo elas não acompanham a inflação, fazendo com que mais pessoas, ao terem seus salários reajustados, tenham que passar a pagar mais imposto, sem ter aumento real de renda. Exemplificando, em 1996, pessoas que recebiam até R$ 900 eram isentas do Imposto de Renda. Naquele ano, o salário mínimo era de apenas R$ 112, e o dólar oscilou entre 97 centavos e 1,05 real. Isso significa que pessoas que recebiam até 8 salários mínimos, ou 900 dólares, não precisavam pagar o imposto de renda.

Hoje, 21 anos depois, a inflação acumulada foi de 283,87%, segundo o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco). Isso significa que os 900 reais virariam mais de R$ 3.460,50, e essa seria a faixa isenta do imposto de renda: se você ganha menos que isso, não deveria pagar o imposto. Se usarmos o dólar como parâmetro, chegaremos a R$ 2,8 mil, e se nos pautarmos pelo salário mínimo, o valor atingiria R$ 7,5 mil.

No entanto, a última tabela determina que o imposto seja pago por todos os que recebem mais de R$ 1,9 mil, ou pouco mais de dois salários mínimos. A mesma regra vale para os que mudaram de faixa de contribuição sem efetivamente melhorarem o padrão de vida, pois seu salário foi corrigido com a inflação. Até quem está incluído hoje na última faixa de contribuição (a que paga mais imposto) está bem longe de ser rico: recebe a partir de R$ 4,6 mil por mês. Graças à falta de reajuste na tabela, muita gente passou a pagar mais imposto pro governo, mas continua passando pelas mesmas dificuldades financeiras que antes.

A defasagem já chega a 83% desde 1996, segundo o Sindifisco. É assim que o governo aumenta imposto sem você saber. Fique atento!