Banner
Voltar para Ideas

#O voto BolsoLula

Os extremos quase se tocam

Os extremos quase se tocam

Um tem boa retórica, mas é corrupto. O outro não é corrupto, mas vira e mexe fala besteira. Ambos encontram fãs para virem em sua defesa em absolutamente qualquer situação. E são vistos como salvadores da pátria, “o único que pode salvar o Brasil” segundo as suas respectivas militâncias. Mas essa não é a única coisa em comum entre os fenômenos Lula e Bolsonaro.

Pode parecer contraditório aos olhos do observador mais desatento, mas a verdade é que os extremos já chegaram tão próximos, que uma parte do eleitorado transita entre um e outro. Segundo a última pesquisa do Datafolha, 6% dos eleitores do petista enxergam Bolsonaro como segunda opção, enquanto no sentido inverso, 13% dos eleitores do “mito” votariam no petista como segunda opção.

É que os extremos não estão exatamente em pólos opostos. Como em uma ferradura, eles chegam tão próximos que quase se tocam, tendo muito mais em comum do que divergências. Duvida? Pergunte a ambos o que eles acham sobre a privatização da Petrobras, pós-graduação gratuita, terceirização, previdência... Sim, Bolsonaro e Lula disputam o mesmo voto: o voto populista.