Banner
Voltar para Ideas

#Premiado

Cineasta brasileiro ganha prêmio com filme baseado em curta de Ayn Rand

Cineasta brasileiro ganha prêmio com filme baseado em curta de Ayn Rand

O cineasta brasileiro Caio Amaral ganhou dois prêmios internacionais por um curta baseado em um conto da filósofa objetivista Ayn Rand. O filme A Coisa Mais Simples do Mundo, feito a partir do conto de mesmo nome, levou as estatuetas de melhor diretor e melhor curta do LA Shorts Awards e do NYC Indie Film Awards.

Na história de 20 minutos, o personagem principal (e único) Henry Dorn trava uma discussão consigo mesmo para tentar escrever o roteiro de um filme, ignorando seus gostos pessoais, para que ele faça sucesso comercial com o público médio. No conto original, escrito nos anos 40, Dorn era um escritor.

The Simplest Thing In The World é o texto que fecha o livro Manifesto Romântico, um trabalho onde Rand descreve em detalhes o Realismo Romântico como uma escola artística, discutindo a relação entre a arte, os valores e a mente.

Para quem não sabe, a libertária Ayn Rand é uma das escritoras mais influentes dos Estados Unidos e criadora do objetivismo, uma das subcorrentes do ecossistema pró-liberdade. Entre seus livros mais famosos estão A Revolta de Atlas e A Nascente - ambos já foram fontes de inspiração para adaptações ao cinema (apesar do primeiro caso não ter feito tanto sucesso entre os fãs).

O curta brasileiro foi feito com um mínimo de recursos, gravado na sala do antigo apartamento de Caio, apenas com o ator Fabio Augusto Barreto na frente da câmera emprestada. “É um texto bastante introspectivo que vai fazer mais sentido pra quem trabalha com arte, mas espero que todos possam se identificar com a história em algum nível!”, diz Caio.

Veja o filme aqui: https://goo.gl/btxXdQ